INSTALAÇÃO CONDOMíNIO DA PAIXÃO |NO SESC CENTRO

Instalação denuncia feminicídio

INSTALAÇÃO | POESIA | COLAGEM | PERFORMANCE

Venha participar dessa experiência transformadora e ajude a despertar a sociedade para a urgente necessidade de combater a violência contra a mulher.

Condomínio da Paixão + Varal As Lavadeiras – Instalação Poética

(No ambiente doméstico é onde mais acontece violência contra a mulher)

Convidada: Chris Vianna  | Vídeo—poema e performance

A multiartista Edra Moraes foi selecionada para o projeto ArtesSesc do Paraná. Este projeto tem como principal objetivo estimular a produção em Artes Visuais, oferecendo ao público do Sesc Paraná uma programação regular de exposições individuais e coletivas, em sua maioria selecionadas por meio de editais.

Contexto da Instalação Condomínio da Paixão

A cada dia, o Brasil registra em média 3,81 feminicídios, com uma mulher sendo assassinada a cada seis horas. Armas brancas são frequentemente usadas nesses crimes que ocorrem predominantemente aos domingos e mais intensamente em maio. Cerca de 30,4% dos homicídios de mulheres acontecem dentro de suas próprias casas. Esses dados alarmantes revelam uma sociedade que precisa urgentemente de conscientização e transformação.

Edra Moraes, escritora londrinense, multiartista e produtora cultural, responde a essa crise com “Condomínio da Paixão”. Ela afirma: “Os dados informam, mas só a arte sensibiliza.” Frase de Marina Stuchi, pesquisadora que inspirou o poema. “Somos uma sociedade doente. Como artista, Edra acredita que tem o dever de falar dos problemas de seu tempo”. A instalação nasce de extensa pesquisa e visitas  à museus e galerias, utilizando dados oficiais e literatura relevante.

Detalhes da Instalação

Condomínio da Paixão: Uma experiência imersiva que denuncia a cumplicidade da sociedade com a violência doméstica. Inspirada no filme Dogville, a instalação leva o público por cenários repletos de poesia e paixão, retratando a opressão e a violência contra as mulheres em ambientes que deveriam ser seguros. Completa a exposição o Varal de Poemas “As Lavadeiras”, poesia e pintura para criar um ambiente sensorial e interativo. Originalmente concebido para o Londrix – Festival Literário de Londrina, “As Lavadeiras” destaca a rotina diária da mulher e as violências que nela ocorrem. A instalação também cria um espaço “instagramável”, onde visitantes podem marcar sua presença e compartilhar a experiência.

Condomínio da Paixão ainda traz a exibição de vídeo-poemas da atriz e escritora  Chris Vianna. Na abertura, Chris Vianna apresenta a performance “O amor quase sempre dói”, dialogando com a expoisção Condomínio da Paixão e toda uma tradiçǎo da artesania da palavra voando, cantada, falada. Um esbanjo de alma da tribo! A voz da Chris Vianna pertence a uma soma de vozes, ao coro das e dos poetas que devolvem palavras à tribo, ofertando as sempre novas e antigas dores e alegrias. E mesmo que flerte com as trevas, este conjunto de versos nos salvam enquanto afortunados leitores-ouvintes.

Chris Vianna cultiva o dom de recuperar nos outros até mesmo a própria voz perdida. Como quem, em vez de versos, fizesse mágica ou proferisse preces e reunisse, a um só tempo, o sagrado e o profano estar-vivo num crisol por onde passa o amor do mundo

Atividades Complementares

O evento inclui bate-papo e oficina criativa, promovendo a reflexão sobre feminicídio e incentivando a produção literária, ajudando as pessoas a encontrar suas próprias vozes. As atividades são gratuitas, e as inscrições podem ser feitas no SESC.

Sobre Edra Moraes

Edra Moraes é escritora, multiartista e produtora cultural, com sete publicações individuais e participação em diversas antologias. Em 2016, recebeu a Bolsa da FBN para o livro “Para ler enquanto escolhe feijão”, Atrito Arte Ed. Em 2023, o livro foi traduzido para o espanhol e lançado na Argentina, pelo grupo Caravana Editorial. Em 2022, estreou como contista com o livro “Dispneia Distópica”, editora Patuá. Em outubro de 2023, lançou o livro de mini narrativas “Serei Breve”, que faz parte da coleção do coletivo. Em 2024, lançou o livro-objeto “As Lavadeiras”, PROFICE nº 52902,  Patrocínio COPEL, Atrito Arte Editora.

Prêmios:

Obras Literárias Digitais 2020

“Antologia Poética | Seleção da Autora”, Memorial Vivência, Literatura, Livro e Leitura Unespar

Cultura nas Redes 2020 com o videopoema “Não sou musa, sou poeta”

FCC Digital 2020 com o videopoema “Desastres Naturais”

SERVIÇO

Condomínio da Paixão / foto: José RoberStones Pieretti

Instalação Poética | Edra Moraes

Convidada Chris Vianna

Vídeo poema e performance | O amor quase sempre dói

04 de junho de 2024,  19 horas

Local: SESC CENTRO – Curitiba

Rua José Loureiro, 578 

A exposição permanece para visitação até 13 de julho

Horário de funcionamento:

Segunda a sexta: das 8 às 22h | Sábado: das 9 às 13 h

Para mais informações e agendamento de entrevistas, por favor, contate:

Edra Moraes: 41 9772-2447

Related Posts

COMMENTS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *